Translate

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Frágil

É inevitável sentir-se só quando sua vida ta um caos.
 Você sente os dias passarem diante dos seus olhos em vão.
Escorrer pelas suas mãos como água e no final sentir uma leve sensação gelada.
Um frio na barriga, talvez. 
O medo de enfrentar novos dias vazios e solitários. 
E quando você parece gritar sua voz não é ouvida.
 Ninguém está lá pra te ajudar e isso machuca, dói. 
Por mais que você procure, não vê motivos para levantar. 

Você acha ter o suficiente na vida e, de repente, você se vê sem nada. 
De repente ninguém mais te enxerga. 
Ninguém mais te ouve... 
De repente o amor não existe mais. E você é o tolo da história.
Dizem que os fortes caem, os fracos permanecem no chão.

Alguns antigos amigos costumavam dizer que eu era forte. 
Mas eles me enganaram e se enganaram...
Eu caí.
Eu permaneci no chão.
Eu permaneço no chão até ter coragem de ser forte e levantar, 
ou até decidir deitar-me sobre ele com as mãos sobrepostas ao peito gélido e vazio.